Dicas de ensaio 1

Olá amigos, hoje quero falar sobre algo fundamental para uma boa performance: Ensaio. Mais especificamente sobre como se preparar bem para um ensaio.

Percebo pelo relato de muitos alunos e também por situações que vivi em ensaios ao longo dos anos que é comum os músicos não se prepararem adequadamente para os ensaios de suas bandas e o resultado é que estes simplesmente não rendem o que deveriam render. Eu mesmo já dei os meus deslizes, e tendo aprendido amargando as conseqüências, passo as dicas pra vocês não cometerem os mesmos erros.

Ensaio é preparação, o que não quer dizer que você pode (nem muito menos que deve) chegar ao ensaio totalmente “cru”. Então essa é a primeira dica:

1: Vá para o ensaio já preparado, com suas partes tiradas e praticadas!

Organização, essa é a palavra chave. Para que os músicos possam se preparar bem para o ensaio é preciso primeiramente definir o programa para o próximo ensaio, ou seja, quais músicas serão ensaiadas. Feito isso cada músico pode se preparar adequadamente da seguinte forma: No caso das músicas novas cada músico deve tirar suas partes em casa e praticá-las, e quanto às músicas que já faziam parte do repertório basta apenas repassar e relembrar  as partes. Assim não se corre o risco de chegar no ensaio e “descobrir” que não se lembra mais daquelas passagens.

Então:

2: Não é para chegar no ensaio e um olhar pra cara do outro e se perguntar: “E ai? O que nós vamos fazer hoje?”. Se organizem e, principalmente, não mudem em cima da hora o que foi combinado.

3: Ensaio é para a prática em conjunto, para matar dúvidas e para acertar detalhes, não é pra tirar música nem ficar tentando lembrar.

O que, por exemplo, os demais músicos vão ficar fazendo enquanto o guitarrista fica ouvindo a música tentando tirar os riffs? Nada! E ai o tempo de ensaio está simplesmente indo pelo ralo.

Outra coisa que costuma ser feita de maneira errada é sempre chegar e já querer sair tocando. Se for ensaio de uma música nova é primordial antes os músicos conferirem se todos tiraram corretamente, matar dúvidas e acertar detalhes para ai sim, passar a música com todos os instrumentos. Um erro que vi bastante é a falta de paciência de alguns músicos não quererem esperar enquanto outros estão verificando suas partes, como se essa checada geral não fizesse parte do ensaio. Claro que faz! Fazer isso não tem nada a ver com estar tirando a música no ensaio, e se não for feito pode ser que uns estejam tocando convenções e pequenos detalhes um pouco diferente entre si, o que compromete bem o resultado final.

Então pra finalizar:

4 – Chegar preparado não quer dizer que absolutamente nada precisará ser verificado e comparado com o que outros músicos tiraram pra fazer eventuais correções. Ficar simplesmente tocando repetidamente as músicas sem parar pra checar detalhes pode ser apenas “repetição burra”.

Ok?!

Bons ensaios!

Nando Moraes

Deixe um comentário


+ 4 = onze